Filosofia

A natureza primordial - Merleau-Ponty e o “logos do mundo estético”

A natureza primordial - Merleau-Ponty e o “logos do mundo estético”

    Que interesse, em especial, o tema da Natureza pode surtir no debate filosófico atual? Sobre qual campo heurístico se torna plausível a filosofia interrogar outra significação da Natureza para além das próprias ciências da natureza? Como a fenomenologia e a ontologia logram cumprir um questionamento mais radical dessa tarefa? Tratar-se-ia, aqui, de mais uma filosofia da natureza, em seu formato tradicionalmente metafísico? É possível interpelar outra ideia de Natureza, sem se tornar vítima da ilusão retrospectiva do naturalismo?Essas, entre outras questões, circunscrevem a atmosfera geral que move o curso do presente estudo, tendo, como referência, a obra de Merleau-Ponty, a qual é animada, do início ao fim, por uma interrogação fundamental em torno do sentido primordial da Natureza. Merleau-Ponty jamais deixara de realçar o quanto a ciência e a filosofia exigem ser interrogadas a partir de suas próprias origens. Nessa direção, a tarefa filosófica dos tempos atu

R$16,00 R$65,00

A relação dialética do homem com a natureza: Estudos histórico-filosóficos sobre o problema da natureza em Karl Marx

A relação dialética do homem com a natureza: Estudos histórico-filosóficos sobre o problema da natureza em Karl Marx

    Nessa obra, Wolfdietrich  Schmied-Kowarzik trava um debate científico-filosófico sobre a natureza, em que fica evidente que Marx expressa uma preocupação com a natureza, com a terra, com o solo, e isto é evidenciado em sua crítica à produção burguesa de valores que pressupõe o trabalho e a natureza, uma vez que, para ele, trabalho é uma relação metabólica entre o homem e a natureza. Para que haja valores de uso, são necessários dois fatores: o substrato material, que a natureza oferece, e o trabalho, com o qual o homem transforma a natureza para satisfazer as suas necessidades. É pelo trabalho que o homem se apropria dos recursos da natureza, imprimindo-lhes forma útil à sua vida e, atuando assim sobre a natureza externa e inorgânica, ele a modifica e transmuda a si mesmo.

R$8,00 R$33,00

AULA COM... em vias de uma didática da invenção

AULA COM... em vias de uma didática da invenção

    Este livro resulta do encontro de uma comunidade de pensamento e de uma coletividade de práticas que se autorizaram a experienciar diferentes potências investigativas e expressivas do Currículo, da Didática, da Aula na Rede de Pesquisa Escrileituras da Diferença em Filosofia-Educação. A Rede atribui centralidade de experimentação e primazia de pesquisa à escrita e à leitura em Educação com uma responsabilidade ética de relação, trabalho e produção capaz de traduzir as experiências para: 1) gerar e fazer circular o inverossímil, o que está chegando, o que está por vir; 2) irradiar e fazer convergir novos ensinos, estudos e pesquisas, para interceptar a opinião, a doxa e a mesmice; 3) tramar, trançar e tecer amigos e colegas, parceiros e simpatizantes, interessados e laços, afetos e amores, agenciamentos e maquinações, saberes e sacações, conceitos e personagens, planos e aventuras, aventuras e escrileituras, alianças e diferenças, festas e trabalhos, para fazer F

R$24,00 R$48,00

Caderno de Notas 8: Ética e Filosofia Política em meio à diferença e ao Escrileituras

Caderno de Notas 8: Ética e Filosofia Política em meio à diferença e ao Escrileituras

    O oitavo Caderno de Notas da Coleção Escrileituras apresenta uma coletânea de textos orientados pelas filosofias da diferença, especialmente em seus aspectos éticos e políticos. Os capítulos fazem voltas e revoltas de espirais, emitem intranquilidade, exorcizam o pesadume da erudição acadêmica científica, além de convidarem os leitores para o jogo de experiências de leituras e escrituras, com a expectativa de que disparem novas partidas, novos lances de dados sobre o tabuleiro do pensamento ético e político orientado pela diferença, dentro e fora da academia.

R$7,00 R$28,00

Como chegamos ao conhecimento? Metafísica, crítica e legitimidade

Como chegamos ao conhecimento? Metafísica, crítica e legitimidade

    Esta obra propõe-se a investigar as condições objetivas de legitimidade do conhecimento, a partir da hipótese de que há na filosofia de Karl Popper um procedimento teórico-sistêmico de validação do discurso científico que sustenta a legitimidade das proposições científicas como linguagem-dependente. Do confronto com Hume, Kant, Lakatos, Watkins, Zahar e Budmen e Hans Albert emana o potencial interpretativo para a continuação e renovação do entendimento sobre as condições de legitimação do conhecimento.

R$6,00 R$25,00

Compêndio Gabriel Marcel: Homenagem aos 90 anos de publicação do Diário Metafísico

Compêndio Gabriel Marcel: Homenagem aos 90 anos de publicação do Diário Metafísico

    Esta obra marca a entrada de Gabriel Marcel na cena filosófica, projetando-o imediatamente como um filósofo maior. Um diário é constituído de notas tomadas para si mesmo no fim do dia. Há “diários íntimos” onde se narra acontecimentos de sua vida interior e fatos do cotidiano. O diário permite, afinal, a descoberta, a expressão e a construção de si. Na França, o gênero toma curso no século XIX com Benjamin Constant. Mas o diário de Gabriel Marcel não é um diário íntimo de forma que o leitor não apreende muito sobre a personalidade de seu autor. O diário mantido cotidianamente por Marcel é um diário “metafísico”. Trata-se, certamente, de uma questão de experiência cotidiana, existencial, mas é uma exploração filosófica que aí se dirige. Como! A metafísica não toma necessariamente a forma de um sistema? É aí que se encontra, com efeito, a audácia de Gabriel Marcel. Ele não é seguramente o primeiro nem o único ao tomar notas ao fim de seu trabalho. Ele não é o prim

R$15,00 R$62,00

Construção e superação das imagens de Sócrates em Nietzsche

Construção e superação das imagens de Sócrates em Nietzsche

    A leitura desta obra permitirá acompanhar as diversas nuanças do pensamento de Nietzsche, pois apresenta as personagens de Sócrates no corpus das obras nietzschianas, para mostrar os traços principais da complexa relação teórica entre os pensadores e os elementos a partir dos quais é possível pensar em uma superação do homem socrático como protótipo do "homem teórico".

R$4,00 R$16,00

Encarnação e transcendência: Gabriel Marcel, 40 anos depois

Encarnação e transcendência: Gabriel Marcel, 40 anos depois

    Esta obra presta um tributo a Gabriel Marcel, um dos grandes precursores da filosofia francesa contemporânea, por ocasião dos 40 anos de sua morte. Os textos reunidos nesta coletânea mapeiam um especial relevo quanto aos trabalhos ainda incipientes em torno do autor em foco. Questões como o estatuto da Filosofia, a problemática do corpo e da intersubjetividade, o fenômeno da ambiguidade e do tempo, a fé, a esperança e Deus estão no centro do debate como linhas de forças decisivas de um estilo de pensar radicalmente concreto embebido na multifacetada atmosfera cultural do século passado.

R$6,00 R$25,00

Festschrift aos 20 anos do Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporânea da Unioeste

Festschrift aos 20 anos do Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporânea da Unioeste

    No ambiente peculiar da filosofia, o que se costuma nomear com a palavra alemã Festschrift invariavelmente se tornou homenagem a uma personalidade acadêmica em uma de suas efemérides. A obra propõe edição festiva para um evento que soma vinte edições consecutivas, e que, não apenas tornou-se autônomo, mas espiritualizou-se, a ponto de, entre os da Unioeste, passar como um de nós, em sua personalidade, anseios e brios. É isso que justifica um Festschrift para o Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporânea da Unioeste, realizado desde o ano de 1995.

R$13,00 R$52,00

Fragmentos filosóficos (1909-1914)

Fragmentos filosóficos (1909-1914)

    Com essa edição, o público leitor de língua portuguesa tem, em primeira mão, um dos textos mais pujantes e, talvez, emblemáticos para situar a gênese da história da filosofia no século XX. Trata-se, em especial, de alguns manuscritos seletos que, em gérmen, anunciam alguns dos temas capitais que viriam constelar, de maneira inequívoca, o desenvolvimento tanto da fenomenologia em solo francês quanto das assim reportadas “filosofias da existência”. Questões como a crise da ideia de sujeito, a teoria da intuição e da dialética, a liberdade, a existência, a transcendência, o corpo, o ser e o aparecer compõem a rede conceitual que protagoniza o cenário dessa seminal tradição de pensamento. Gabriel Marcel esboça tais Fragmentos num momento crucial desde o início de século, qual seja, praticamente às vésperas da eclosão da Primeira Grande Guerra, quando o autor contava com apenas vinte anos de idade.

R$18,00 R$36,00

Montaigne e a política

Montaigne e a política

    Considerando a dificuldade de acompanhar Montaigne, a palavra “tentativa” parece bem apropriada para descrever o intento deste estudo. As lentes com que o autor desta obra o segue são três noções complexas que percorrem os Ensaios e se interpenetram: política, obediência e subjetividade. O livro oferece ao leitor a oportunidade de tomar conhecimento não apenas da obra de Montaigne, mas também da tradição crítica tecida ao longo dos séculos. Trata-se de uma obra destinada àqueles que amam conhecer em profundidade um pensamento político singular com uma abordagem simples e clara.

R$12,00 R$49,00

O relativismo metodológico entre sujeito e objeto: Morin e Maffesoli

O relativismo metodológico entre sujeito e objeto: Morin e Maffesoli

Uma questão que sempre se coloca nos estudos acadêmicos e científicos é a relação entre sujeito e objeto ou razão e prática. O fato de, normalmente, vermos nisso – a priori – uma separação conceitual entre cada uma das polaridades de um par, poderá dar a entender que, por causa dessa diferença ou oposição, ambos os opostos se encontrem em situação diametralmente conflitante entre si, anulando-se de modo mútuo. Porém, não é disso que se trata esta obra. Traremos justificativas, a partir daquilo que Edgar Morin denominou Método da Totalidade ou de um relativismo metodológico, conforme Michel Maffesoli (2004), que procura não uma contradição reducionista entre as polaridades mencionadas, mas, antes, uma visão complementar entre as diferentes valências, repetindo: sujeito e objeto, razão e prática ou, para seguirmos nessa linha de raciocínio, indivíduo e sociedade, teoria e empiria, matéria e espírito.Sumário:

R$12,00 R$49,00

Phainómenon em Montaigne

Phainómenon em Montaigne

Eis aqui um livro de boa-fé, leitor. Não são os Ensaios, mas é um estudo motivado por uma leitura filosófica de alguns ensaios de Michel de Montaigne. Desde o início, na condição de autor desta breve apresentação, embora isso não me outorgue nenhuma autoridade, advirto o leitor de que este livro é o resultado da pesquisa que o professor Gilmar Henrique da Conceição desenvolveu para fins acadêmicos e discussão pública. Trata-se de sua tese de doutorado em filosofia defendida na Unioeste em 2019, e que agora, revista e modificada, ganha esta forma e se apresenta impressa, inteira e nua, com suas virtudes e defeitos, ao olhar crítico do leitor.Sumário:

R$27,00 R$110,00

Textos para ensinar e aprender essa tal filosofia...

Textos para ensinar e aprender essa tal filosofia...

    Este livro foi produzido em honra dessa tal filosofia. E que melhor maneira de honrá-la do que mostrá-la viva, inquieta, criativa? Nada de reverências, nada de deferências, aqui. Mas a filosofia sendo experimentada, provocando experiências outras no pensamento, outras experiências de pensamento. Possibilidades múltiplas, caminhos muitos, bifurcados sempre, mas com encontros, conexões, possibilidades que se desenham e se fazem concretas para quem quer habitar a morada da filosofia.

R$6,00 R$25,00

Exibindo de 1 a 14 do total de 14 (1 páginas)